Brasília


 Enviar matéria por e-mail

Donos de cães e gatos tem mais uma semana para vacinação

Tamanho da Fonte     Agência Brasília  Redação Mais Comunidade 27/09/2010 às 13:30

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal divulgou o balanço da vacinação de animais contra raiva. Segundo o gerente de Controle de Zoonoses, Vinícius Rosa, 120 mil cães e gatos foram imunizados nas duas etapas da campanha, que ocorreram ontem (25/09) e no sábado anterior (19/09).

O número ficou abaixo da meta inicial que era de 200 mil vacinas. "Vamos prorrogar o prazo de vacinação por mais uma semana. Tenho certeza de que a procura aumentará", afirmou Vinícius Rosa. Cães e gatos devem ser levados a Zoonoses ou às inspetorias de saúde, das 8h às 17h, de segunda (27) a sexta-feira (1º),  para receberem a vacina.

Os interessados em vacinar cães ou gatos podem obter mais informações pelos telefones 160, (61) 3341-1900 ou 3341-2456.

Vacina segura


Vinícius Rosa conta que a baixa procura pela vacina preocupa, pois pode levar ao registro de novos casos da doença no DF. “A raiva é uma doença letal e só está controlada graças às altas taxas de cobertura vacinal”, aponta. O último caso de raiva registrado na capital federal foi em 2001.

 

De acordo com Vinícius Rosa, a vacina é segura, sendo registrados pouquíssimos efeitos colaterais. “Reações adversas podem acontecer na aplicação de qualquer tipo de vacina, porém devem estar dentro de um patamar aceitável”, explica. Das 45 mil doses aplicadas, apenas oito gatos e dois cachorros apresentaram algum tipo de sintoma, explica Rosa, garantindo que todos foram acompanhados por uma equipe de veterinários de plantão na Zoonoses e já estão bem.  

 

Para o gerente da Zoonoses, a população não deve se preocupar com o relato de casos ocorridos na região sudeste do país, onde alguns animais teriam morrido após receberem a vacina. Segundo ele, o Ministério da Saúde garante que as mortes estão abaixo do número esperado e que a vacina é segura.

 

Quinze unidades da federação (AC, AM, AP, PA, RO, MA, RN, ES, RJ, SP, DF, GO, MT, MS e PR) vêm utilizando exclusivamente a vacina RAI-PET®, produzida pelo laboratório Biovet. Esta vacina – recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) – é obtida a partir de cultivo celular e confere imunidade de um ano aos animais.

 

Com os dados disponíveis, a taxa de letalidade em gatos é de 0,090 mortes a cada 1.000 felinos vacinados; entre cães, é de 0,037 óbitos a cada 1.000 caninos vacinados. Segundo a literatura internacional, as taxas encontradas estão abaixo do esperado para as duas espécies.

 

A vacina do laboratório Biovet, certificada pelo Laboratório Nacional Agropecuário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento é a mesma utilizada em clínicas veterinárias privadas. A diferença é que, na rede pública, são utilizados frascos com 25 doses, enquanto que na rede particular, são frascos de dose única. Segundo o laboratório produtor, os componentes das duas apresentações da vacina são idênticos.

 

Evite acidentes

 

Devem ser vacinados todos os cães e gatos com mais de dois meses de idade, inclusive as fêmeas que estiverem prenhas ou recém-paridas. Também devem ser levados aos postos os animais já vacinados na campanha antirrábica do ano passado. Os que tomaram apenas uma dose da vacina desde o nascimento devem receber um reforço 30 dias após a primeira dose.

 

Para evitar possíveis acidentes, os técnicos da Zoonoses recomendam que os donos dos animais não deixem crianças conduzirem animais de grande porte. Ao transportar o cão ao posto, o dono deve levá-lo preso a uma coleira. Os animais agressivos devem usar focinheira e mordaça. Já os gatos devem ser colocados em sacos de tecido ou caixas apropriadas para o transporte. 

 

Além dos técnicos da Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) a campanha terá a participação de militares do Exército e profissionais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), num total de 3.175 pessoas. Também serão utilizados 15 micro-ônibus, 65 veículos e três carrocinhas. 

 

Serviço

Os interessados em vacinar cães ou gatos podem obter mais informações pelos telefones 160, (61) 3341-1900 ou 3341-2456.


Classificação Atual       ( 0 ) Dê a sua classificação: