Brasil


 Enviar matéria por e-mail

BA tem plano para 3º ano do ensino médio devido à greve

Tamanho da Fonte      Agência Estado 20/06/2012 às 17:38

Por causa da longa greve dos professores da rede estadual da Bahia, que chega a 71 dias, e da falta de perspectiva de solução para o impasse, a Secretaria de Educação do Estado apresentou, na manhã da quarta-feira, um plano especial para os cerca de 22 mil alunos do 3º ano do ensino médio em Salvador. A proposta é para que os estudantes cumpram o calendário escolar e possam participar dos vestibulares e do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no final do ano.

Professores contratados pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda) - contratos temporários de dois anos, renováveis por outros dois - e os que estão em estágio probatório (concursados convocados há menos de dois anos, ainda sem estabilidade) foram convocados pela secretaria para o esquema especial. Além deles, 250 docentes aprovados no mais recente concurso foram chamados.

Segundo o órgão, os professores receberão treinamento específico para a volta às aulas na próxima segunda-feira. Os grupos de estudantes serão reunidos nas 19 maiores escolas da capital baiana, que servirão como pólos para alunos de colégios menores. As aulas serão divididas em três turnos, com grupos de até 40 estudantes. "As turmas das escolas serão mantidas, os colegas ficarão juntos", afirma o secretário Osvaldo Barreto.

Além do retorno às atividades, os alunos do 3º ano do ensino médio de Salvador e de outros 11 municípios participarão de "aulões" presenciais, às quartas-feiras e aos sábados, até o fim do ano, para reforçar os conteúdos apresentados. As atividades vão reunir em torno de 500 estudantes, que serão orientados por quatro docentes, para abordar 32 temas.


Classificação Atual       ( 0 ) Dê a sua classificação: